BLOG DO VICENTE CIDADE

Este blog tem como objetivo falar sobre assuntos do cotidiano, como política, economia, comportamento, curiosidades, coisas do nosso dia-a-dia, sem grandes preocupações com a informação em si, mas na verdade apenas de expressar uma opinião sobre fatos que possam despertar meu interesse.

domingo, 31 de outubro de 2010

No Pará, um retrocesso !!

O povo do Pará dicidiu não continuar os avanços do governo da companheira Ana e o fez de forma democrática.

Neste momento não me sinto em condições de fazer análises, estou muito triste pela descontinuidade do projeto político do Partido dos Trabalhadores para o Pará e certamente poderia cometer incorreções. deixo portanto para o futuro.

Deixo aqui também a minha solidariedade à companheira Ana, mulher guerreira e lutadora, que saberá assimilar essa derrota eleitoral e continuará a liderar o PT e nos guiar a outras vitórias que certamente virão !!

Por fim, quero reafirmar a minha crença na construção de um projeto de governo democrático e popular para o Pará.

No Brasil o avanço !!

sábado, 30 de outubro de 2010

ANA EMPATA COM O PREGUIÇOSO. ELEIÇÃO SERÁ DECIDIDA NA BOCA DE URNA !!

Atenção companheirada, neste domingo teremos que conquistar todos os votos que podermos. Aqui no Pará as pesquisas internas do PT dão empate técnico com o "pescador", por isso não vamos descançar até o fechamento das urnas.

Não se abalem pela entira do IBOPE. Nós vamos virar esse jogo. Voçes vão ver !!!

Muita raça amanhã e até a vitória !!

Dilma tem 57% dos votos e Serra, 43%, diz Vox Populi - 30/10/2010 - UOL Eleições 2010 - Notícias - Geral


AGORA É DILMA. É A VEZ DA MULHER !!

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Quem aprova o Governo Lula, vota em Dilma!

Uma história "cantada" !!

Folha.com - Resultado de licitação do metrô de São Paulo já era conhecido



Licitação viciada no metrô de São Paulo. Adivinhem quem era o governador ??

Veja vs. IstoÉ

Excelente reportagem do Jornal da Record, mostra como a mídia nacional se transformou em "panfletos" das campanhas presidenciais.

A reportagem também aborda o caso do aborto da esposa de Serra, fato que causou muita surpresa, menos pelo fato em si e mais pela hipocresia do Serra, já que fora ele quem pautou esse debate na campanha, inclusive com um depoimento muito infeliz de sua espose D. Mônica Serra, o que motivou suas ex alunas a trazerem o assunto à tona.

Os Amigos do Presidente Lula: José Serra está preparando golpe para tentar vencer a eleição. Cuidado!

Os Amigos do Presidente Lula: José Serra está preparando golpe para tentar vencer a eleição. Cuidado!

A filósofa Marilena Chaui denunciou nesta segunda-feira (25) uma articulação para tentar relacionar o PT e a candidatura de Dilma Rousseff à violência. De acordo com ela, alguns partidários discutiram no final de semana uma tática para usar a força durante o comício que o candidato José Serra (PSDB) fará no dia 29.

Segundo Chaui, pessoas com camisetas do PT entrariam no comício e começariam uma confusão. As cenas seriam usadas na TV e no programa de José Serra sem que a campanha petista pudesse responder a tempo hábil.

'Dia 29, nós vamos acertar tudo, está tudo programado', disse a filósofa sobre a conversa. Para exemplificar o caso, ela disse que se trata de um novo caso Abílio Diniz. Em 1989, o sequestro do empresário foi usado para culpar o PT e o desmentido só ocorreu após a eleição de Fernando Collor de Melo.

A denúncia foi feita durante encontro de intelectuais e pessoas ligadas à Cultura, estudantes e professores universitários e políticos, na USP, em São Paulo. 'Não vai dar tempo de explicar que não fomos nós. Por isso, espalhem.'

DILMA 13 na truculência serrista

Zé de Abreu disseca José Serra: não cumpriu mandato nem de Pres. da UNE!...

Programa de TV Ana Júlia 24 (Noite) - 2o Turno - A força do povo vai ven...

O programa de Ana finalmente acertou o tom. O segundo turno tem mostrado uma propaganda muito boa, que tem comunicado bem com o povo e mostrado como a governadora trabalhou muito nesses quatro anos e que, se o povo conceder o segundo mandato, vai fazer muito mais.

O Pará e a Ana merecem essa oportunidade !!

MEU VOTO É 13

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

G1 - Dilma tem 57% dos votos válidos, e Serra, 43%, diz pesquisa Vox Populi - notícias em Eleições 2010

G1 - Dilma tem 57% dos votos válidos, e Serra, 43%, diz pesquisa Vox Populi - notícias em Eleições 2010

A poucos dias da eleição a Dilma se consolida como favorita para vencer dia 31, pelo menos é o que diz as pesquisas.

Agora, aqui no Pará, uma única pesquisa foi feita, não acompanhando o dia-a-dia das campanhas.

O IBOPE na verdade divulgou uma pesquisa manipulada para beneficiar o "Simão Preguiça" e dar o tom de sua campanha, já que, logo depois da eleição que colocou Ana Júlia no segundo turno, o IBOPE diz que a governadora teria menos votos do que obteve no primeiro turno.

A verdade é que as pesquisas internas do PT, que eu tive acesso, dão conta de uma diferença muito pequena e que provavelmente reverterá o resultado do primeiro turno.

sábado, 23 de outubro de 2010

Aércio Neves foi o responsável pela quebra do sigilo fiscal da filha do Serra. E agora PIG ?

Depois de acusar de forma irresponsável o PT pela quebra do sigilo fiscal da filha do Serra, o PSDB e próprio Serra, agora deveriam, no mínimo se desculpar com a sociedade brasileira.

Através do PIG, Globo, Veja e Folha, foi armada uma verdadeira farsa para culpar Dilma e o PT por algo que os próprios tucanos fizeram.

Agora, que a verdade veio à tona, nada mais é divulgado. Uma vergonha. Que imprensa é essa !!  

Trouxe para cá apenas uma das várias matérias divulgadas no portal R7 a respeito do assunto. Quem quiser ler mais é só ir lá.

Em depoimento à PF, jornalista afirma que dossiê era “fogo amigo” entre tucanos.
Do R7, publicado em 23/10/2010, às 10h53:


A quebra dos sigilos fiscais de Luiz Carlos Mendonça de Barros, Verônica Serra, Eduardo Jorge Caldas e outros tucanos, ligados ao candidato José Serra, havia sido atribuída ao PT por líderes do PSDB. Nesta semana, porém, as apurações da Polícia Federal conduzem a um caso de investigação interna no partido por motivação política.

O jornalista Amaury Ribeiro Júnior confessou ter contratado o serviço ilícito de investigação. E em depoimentos à Polícia Federal, afirmou que um grupo ligado a José Serra procurava montar dossiê contra Aécio Neves, que à época do pedido, em dezembro de 2007, era governador de Minas Gerais e travava uma disputa interna com Serra para definir quem seria o candidato do PSDB à Presidência.

A declaração foi dada no último dia 15 em depoimento e o documento foi obtido pelo jornal O Estado de S.Paulo. O depoimento do jornalista indica que, ao contrário das acusações feitas por Serra, o dossiê contra pessoas ligadas ao tucano nasceu após uma disputa interna dentro do próprio PSDB. A campanha de Serra acusava o PT e pessoas ligadas à campanha de Dilma de ter encomendado a quebra de sigilo de tucanos e de familiares de Serra.

Amaury disse que decidiu, por conta própria, elaborar um dossiê. À época, ele trabalhava no jornal O Estado de Minas. Segundo ele, após obter informações de suas fontes jornalísticas, ele conseguiu descobrir que se tratava de “grupo que trabalhava pra José Serra, sob o comando do deputado federal Marcelo Itagiba [PSDB-RJ]”.

Segundo ele, no grupo havia pessoas ligadas ao SNI (Serviço Nacional de Investigação).

O pedido teria partido de Itagiba, delegado e à ocasião deputado tucano carioca, muito ligado a Serra e comandante do serviço de inteligência da Polícia Federal durante o mandato de Fernando Henrique Cardoso na Presidência.

Itagiba teria montado, então, ação com ex-agentes da Polícia Federal e da Abin (órgão central do Sistema Brasileiro de Inteligência) para vasculhar ações de Aécio e procurar supostas irregularidades.

Aécio tinha interesse em ser candidato do PSDB à Presidência e, como tem alto índice de aprovação principalmente em Minas Gerais, segundo maior colégio eleitoral e decisivo na disputa presidencial, era uma barreira para Serra.

Em abril, o jornalista fez chegar aos ouvidos petistas a apuração, pois tinha interesse em participar da campanha de Dilma Rousseff. Mas o grupo que procurou não foi contratado pela campanha do PT.

Para o presidente do PT, José Eduardo Dutra, o resultado das investigações “comprova o que dizíamos desde o início” sobre o suposto dossiê, de que “não houve solicitação, encomenda, ou ligação do PT ou da campanha” [de Dilma] relativa à quebra de sigilo de pessoas ligadas a Serra.

- O que podemos constatar é que caiu por terra qualquer tentativa do candidato Serra de dar forma de estrela a esse episódio, a esse bicho. Esse bicho tem perna, pena e bico de tucano.

Dutra afirmou que ainda falta descobrir o “motivo”, daí o pedido de investigação sobre a suposta central de espionagem de Serra.

- Não temos nem tivemos qualquer responsabilidade nesse episódio. Pedimos o primeiro inquérito, fizemos aditamento e agora a partir do que foi informado hoje estamos solicitando investigação dessa central de espionagem comandada pelo deputado Marcelo Itagiba, que além de tucano é araponga contumaz.

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Nem tudo está perdido !! A Globo vaiou a Globo !!

Escrevinhador#more-4613

No link acima vocês poderão descobruir como foi a noite em que a Globo foi vaiada pelos seus próprios jornalistas. Aqui apenas um aperitivo !!

"...Quando o perito apresentou sua “tese” no ar, a imensa redação da Globo de São Paulo – que acompanhava a “reportagem” em silêncio – desmanchou-se num enorme uhhhhhhhhhhh! Mistura de vaia e suspiro coletivo de incredulidade..."

Barão Vermelho - Quando o Sol Bater na Janela do seu Quarto

Sobre o debate da RBA...

Ontem no debate da RBA, a governadora Ana Júlia "embolou" o Simão Preguiça de jeito, destaco aqui alguns temas me chamaram particular atenção:

1) Sobre os Hospitais Regionais, finalmente o preguiçoso confessou sua mentira, traído que foi pelos prórpios números que tanto defende. Bastou a governadora perguntas quantos atendimentos foram feitos pelos hospitais regionais de Redenção, Santarém e Altamira, para que o mentiroso ficasse sem resposta, logo confessando que os mesmos não funcionaram em seu governo, fora portanto a governadora Ana Júlia quem, de fato, os colocou a serviço da população. "peia" no preguiçoso;

2) Ainda sobre os hospitais regionais, cabe também destacar que uma das críticas feitas pelo preguiçoso a governadora, de que ela teria acelerado obras somente no último ano de mandato, cabe a pergunta: por que o preguiçoso não conseguiu inaugurar os hospitais? é lógico, ele só trabalhou no último ano de seu mandato. Durante os três primeiros só fez pescar; 

3) Sobre diferenciação entre custeio e investimento, a governadora Ana Júlia mostrou claramente que as obras são parte de um todo, ou seja, quando se decide construir um hospital, por exemplo, deve se levar em conta que ao estar pronto, esse hospital precisará contratar pessoas, médicos,enfermeiros, auxiliares, serventes, etc..., além é claro de todo o resto do seu custeio operacional. Portanto, o investimento só se concretiza quando do seu pleno funcionamento. Logo, o planejamento público não se pauta só pelas obras, mas, sobretudo, pelos seus impactos no dia-a-dia das despesas públicas. O preguiçoso faltou nessa aula;

4) Sobre financiamento e recursos próprios, esse debate imposto pelo preguiçoso, ao meu ver é sem propósito, de que importa para a população se os investimentos são com recursos próprios ou financiados? o importante é que hajam investimentos e que o estado seja capaz de manter o funcionamento normal de sua máquina. Neste sentido, o problema não é o financiamento, mas sim a gestão eficiente que permita ao estado manter sempre boa a sua condição de endividamento.
Daí resulta a importância do ítem 3 acima, não se deve ter como visão apenas investimentos em obras, é preciso planejar o crescimento das despesas do estado para que sua capacidade de endividamentonão não seja comprometida. Mais uma "peia" da governadora no preguiçoso;

5) Sobre as UPA's (Unidades de Pronto Atendimento), a governadora mostrou que o Simão Preguiça tirou "xerox" das suas propostas, só que mesmo assim teve preguiça de ler. O preguiçoso quis "pegar" a governadora dizendo que as UPA's são construídas com recursos federais, executadas pelos municípios. Tem razão, a governadora disse isso, só que ele deve ter "pescado" quando a governadora disse também que o CUSTEIO dessas unidades seria, parte dele, assumido pelo governo estadual, em rateio das despesas, já que sozinhos, os municípios não teriam condições de arcar, mais uma vez, sem gente, não tem hospital.
Ou seja, era por isso que na época dos tucanos, o Pará quase não era beneficiado com ações do Governo Federal, eles não faziam parcerias, assim os municípios não podiam demandar as políticas já que não teriam como custear as ações, agora é diferente, o Governo Federal faz a obra, mas o goverdo do estado ajuda o município a mantê-la. Isso é governar. Tá bom ou quer mais? mais uma;

6) Sobre o NavegaPará, mais uma vez o preguiçoso copiou uma proposta da governadora, mas quando perguntado, não respondeu, pior, soltou uma de ilária: É bom, mas precisa ter conceito. Que conceito o quê, o Navega Pará é o maior programa de inclusão digital do país.
O preguiçoso, vejam só que enrolação, disse que o conceito que faltava era os das "redes sociais como ferramenta de controle social do governo".
A inclusão digital expande as fronteiras da cidadania, o "conceito" é a liberdade, só o preguiçoso não sabe disso. Égua ! cansei.

XÔ PREGUIÇA !!

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

G1 - Ibope mostra Dilma com 56% dos votos válidos e Serra com 44% - notícias em Eleições 2010

G1 - Ibope mostra Dilma com 56% dos votos válidos e Serra com 44% - notícias em Eleições 2010

E agora Serra? o IBOPE bateu com o Vox !!

Propostas de Serra criariam gasto de R$ 46 bilhões em 2011.

Folha.com - Poder - Propostas de Serra criam gasto de R$ 46 bilhões - 20/10/2010

"...As quatro principais promessas de campanha para a área social do candidato à Presidência José Serra (PSDB) custariam aos cofres públicos mais de R$ 46 bilhões em 2011.
O valor é praticamente uma vez e meia de tudo o que a União desembolsou para estradas, portos, aeroportos e em obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) no ano passado.
Em 2009, os desembolsos públicos na infraestrutura somaram R$ 32,1 bilhões, maior valor desde 1995..."

A matéria publicada no site da Folha revela o tamanho da irreponsabilidade tucana, onde as mentiras propostas na campanha de Serra chegam a quase R$ 50 bilões, sem considerar o efeito que causaria na previdência social. Alias, a esse respeito, também na Folha, foi publicada uma matéria do presidente Lula, onde ele chama de "irresponsáveis" propostas de Serra para economia

O desespero de Serra é tamanho, ao propor essas medidas, que até mesmo o PIG já se mostra preocupado. Isso porque, para cumprir essas promessas, Serra precisaria aplicar um ajuste fiscal nas demais áreas do governo que certamente paralisariam o país por completo e, no longo prazo, tenderiam a levar o Brasil a bancarrota, se não vejamos:

1) Ao estabelecar um descolamento entre reajuste salarial, crescimento do PIB e meta de inflação, Serra estaria criando condições desfavoráveis ao crescimento sustentado brasileiro, ou seja, por decreto, ele estaria dando fim a uma política de desenvolvimento invejada pelo mundo inteiro, que é capacidade que o  Brasil de hoje tem de gerar crescimento econômico, distribuição de renda e estabilidade monetária;

2) Para fazer face a esse substancial aumento dos gastos, provavelmente Serra se viria obrigado a paralisar os investimentos no país. Daí resultaria um problema estrutural já enfrentado no passado, que é a incapacidade do país gerar crescimento interno, elevando a taxa de desemprego e por certo desencadeando um novo ciclo inflacionário;

3) O desespero de Serra, evidencia claramente que o PSDB não sabe fazer politca social, não basta apenas transferir renda, é preciso criar condições de crescimento econômico e nesse caso, o Estado precisa ser o indutor, do contrário, não há distribuição de renda, isso porque o desajuste macroeconômico certamente levaria o país a um novo ciclo de concentração;

4) Evidentemente que Serra tentaria resgatar, de qualquer forma, os investimentos no país, isso na prática significaria um novo ciclo de privataria, desta feita, avançando sobre a Petrobras, Pré Sal e o Banco do Brasil;

5) Certamente os tucanos iriam novamente colocar suas garras sobre o BNDES, oferencendo seus recursos para financiar o plano de privataria, ou seja, dinheiro público financiando a aquisição privada do próprio patrimônio público, inclusive com a sua desnacionalização;

Portanto, é muito importante denunciar a tramóia tucana, por trás de uma "potoca" eleitoral pode estar se gestando um grande assalto ao país.

Mas, felizmente, o povo não vai deixar. É Dilma 13 Presidente do Brasil. Para o país seguir mudando !! 

Rapidinhas...

Chororo

O comando tucano reagiu furioso à pesquisa Vox que aponta 12 pp de vantagem de Dilma sobre Serra. O PIG não tardou a dar voz aos descontentes. Contudo vale lembrar que a Vox no primeiro turno foi a primeira a apontar o crescimento real de Dilma, bem como o movimento de queda na reta final.

*****

Pimenta

Enquanto isso, o PIG tupiniquim e a campanha do "preguiçoso" insistem em manipular as pesquisas estaduais na maior cara de pau. Como diria minha Vó, "...no dos outros é refresco.

*****

Aborto

Ontem, em entrevista concedida á Rede Globo, no Jornal Nacional, Serra disse ser contra o aborto e seguir "fervorosamente" os mandamentos cristãos. O casal do PIG não perguntou no entanto, porque Serra e sua esposa praticaram um aborto como método de planejamento familiar.

*****

Privatização 1

O TSE concedeu direito de resposta à Serra contra a campanha de Dilma, o motivo, segundo o Tribunal, teria sido a vinculação na propaganda de Dilma de que Serra, como governador de SP, privatizou 12 estatais. O TSE considerou a notícia caluniosa porque foram "só" 09 e não 12.

*****

Privatização 2


Na propaganda de Serra sobre o sistema de telefonia, ele alega que "modernizou" o sistema. Ppois é, privatização agora mudou de nome.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

No fundo, todo mundo sabe da hipocrisia que reina

No Rio, artista abre os braços para Dilma. Gabeira vai para os braços do Serra | Conversa Afiada

No Conversa Afiada, PHA posta um belissímo post sobre o evento que reuniu no RJ artistas para declarar apoio a Dilma. Vejam no link abaixo:



"Vim reiterar meu apoio a essa mulher de fibra, que já passou por tudo, e não tem medo de nada. Vai herdar um governo que não corteja os poderosos de sempre. O Brasil é um país que é ouvido em toda parte porque fala de igual para igual com todos. Não fala fino com Washington, nem fala grosso com a Bolívia e o Paraguai".

Depoimento de Fernando Morais (18 de outubro)

Peguei essa lá do Hiroshi. Muito boa !!

Vox Populi aponta Dilma com 51%; Serra tem 39%

Da Reuters

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, tem 51% das intenções de voto, contra 39% de seu adversário, José Serra (PSDB), segundo pesquisa Vox Populi divulgada nesta terça-feira pelo portal IG.

De acordo com o Vox Populi, 4% dos entrevistados se declararam indecisos e 6% disseram que votariam em branco ou nulo.

Na pesquisa anterior do instituto, realizada nos dias 10 e 11 de outubro, Dilma tinha 48%, contra 40% de Serra. Os indecisos somavam 6% e os votos brancos e nulos, 6%.

Se considerados somente os votos válidos --que excluem os brancos, nulos e indecisos-- Dilma tem 57%, contra 43% de Serra. Na sondagem anterior, a petista aparecia com 54% dos válidos, ante 46% do tucano.

O levantamento do Vox Populi analisou ainda o voto religioso. Conforme o instituto, Serra tem 44% das intenções de voto entre o eleitorado evangélico, ante 42% de Dilma. Entre os entrevistados que se declararam ateus, Dilma tem 49%, ante 36% de Serra.

Dilma também aparece à frente de Serra entre os eleitores que se disseram católicos praticantes (54% contra 37%) e não praticantes (55% contra 37%).

O voto religioso foi apontado como um dos fatores que impediram a vitória de Dilma já no primeiro turno da eleição presidencial em 3 de outubro.
O motivo seria uma rejeição dessa classe do eleitorado à suposta posição de Dilma favorável à descriminalização do aborto. Pressionada por setores religiosos, Dilma assinou uma carta na semana passada se comprometendo a não alterar a legislação existente sobre o aborto.
Segundo o Vox Populi, 89% dos entrevistados declararam estarem decididos sobre em quem votarão no dia 31 de outubro, enquanto 9% afirmaram que ainda podem trocar de candidato. A consolidação é maior entre os eleitores de Dilma, 93%, enquanto entre os de Serra 89% estão decididos.
A pesquisa, realizada entre os dias 15 e 17 de outubro, tem margem de erro de 1,8 ponto percentual para mais ou para menos. O instituto ouviu 3.000 pessoas para o levantamento.
A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) sob o número 36193/2010.

"Simão Preguiça" pensa que o povo não pensa !!

Ontem no debate da Tv Record, a governadora Ana Júlia deixou o preguiçoso tão desnorteado que, além da compostura, ele também perdeu o senso.

Ana, ao revelar ao povo paraense a irresponsabilidade do "Já teve", que preferiu ir pescar, inclusive em área proibida, a ter que ir a uma reunião da República chamada pelo presidente Lula, o preguisoço saiu com uma "lorota" tão inusitada que até pereceu uma piada, de muito mau gosto por sinal.

O preguiçoso alegou que a reunião chamada pelo presidente Lula seria, na cabeça dele, a tentativa de articulação de uma "conspiração republicana" contra o Estado do Pará, vejam só!!

Agora falando sério, de verdade, quem acreditou nessa lorota? No mundo real, qualquer governante que, de fato, quer defender posições a favor de seu estado, deve, ao contrário da ausência, marcar sua presença e lá defender os interesses do estado, com argumentação, articulação e até denúncia se for o caso.

Fica muito claro nesse episódio, que o Jatene optou por não ir, desrespeitando a República brasileira e prejudicando a imagem do Pará. Achou mais importante ir pescar, numa reserva, onde aliáis é proibido pescar.

Ou seja, se a lorota inventada pelo preguiçoso fosse verdade, nós teríamos sofrido o tal revés, visto que o então governador não teria feito nada para mudar aquela situação. Até porque se fosse mesmo verdade, ainda que o preguiçoso não fosse à reunião, deveria montar um "quartel general" para ficar monitorando o andamento da reunião e articulando com os governadores presentes para tentar impedir o malfadado golpe.

Portanto, por essas e outras fica claro o motivo pelo qual o ex governador Almir Gabriel optou por votar em Ana Júlia. Quando se é estadista, a responsabilidade com o estado tem que ser sempre maior que seus desejos e afazeres pessoais. 

O trabalho vai vencer a preguiça !!   

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Ana Júlia nocauteou o Lorota !!!

O debate desta segunda na Rede Record foi esclarecedor. A governadora Ana mostrou que que Jatene não tem programa de governo e que vem sistematicamente copiando as suas propostas de governo, propostas inclusive, que na prática já são ações de governo que estão sendo implementadas.

Jatene ficou na defensiva e por vezes foi extremamente grosseiro, demonstrando todo o seu desespero.

Valeu Gov., muito segura, firme nas respostas e coerente nas perguntas. Jatene foi nocauteado!!

Pedro Bial vota Dilma !!

PARA REFLETIR


"O Hino Nacional diz em alto e bom tom (ou som, como preferir) que "um filho seu não foge à luta".

Tanto Serra como Dilma eram militantes estudantis,

e

Em 1964, quando os militares, teimosos e arrogantes, resolveram dar o mais besta dos golpes militares da desgraçada história brasileira. Com alguns tanques nas ruas, muitas lideranças, covardes, medrosas e incapazes de compreender o momento histórico brasileiro, "colocaram o rabinho entre as pernas" e foram para o Chile, França, Canadá, Holanda. Viveram o status de exilado político durante longos 16 anos, em plena mordomia, inclusive com polpudos salários. Foi nas belas praias do Chile, que José Serra conheceu a sua esposa, Mônica Allende Serra, chilena."
"Outras lideranças não fugiram da luta e obedeceram ao que está escrito em nosso Hino Nacional. Verdadeiros heróis, que pagaram com suas próprias vidas, sofreram prisões e torturas infindáveis, realizaram lutas corajosas para que, hoje, possamos viver em democracia plena, votar livremente, ter liberdade de imprensa. "

"Nesse grupo está Dilma Rousseff. Uma lutadora, fiel guerreira da solidariedade e da democracia. Foi presa e torturada. Não matou ninguém, ao contrário do que informa vários e-mails clandestinos que circulam Brasil afora.Não sou partidário nem filiado a partido político. Mas sou eleitor. Somente por estes fatos,
José Serra fujão, e Dilma Rousseff guerreira, já me bastam para definir o voto na eleição presidencial de 2010. Detesto fujões, detesto covardes! "
Pedro Bial, jornalista.

Programa TV - Tarde - 18/10

sábado, 16 de outubro de 2010

Vacina repetida !!

Novamente a campanha de Jatene, atrelada ao PIG tupiniquim e ao IBOPE, que errou feio na pesquisa que dizia que eles ganhariam no primeiro turno, tentam reverter os efeitos da vinda do Lula a Belém e da adesão de Almir à campanha da governadora, com uma pesquisa mentirosa. Mentirosa porque não é, em hipótese alguma o que reflete as ruas !!

Não devemos nos entimidar com essa pesquisa, vamos neste domingo fazer a maior carreata de Belém e mostrar a mentira do IBOPE !!


 

Marilena Chaui 1: Serra é ameaça à democracia e aos direitos sociais



A íntegra da entrevista, mais três vídeos, pode ser vista no site do "ordinário" Paulo Henrique Amorin, o bacaníssimo Conversa Afiada.

No exílio, Mônica e José Serra decidiram fazer um aborto seguro. Por que só eles podem? | * - Sindrome de Estocolmo - * Agora na Coreia do Sul

Caiu a máscara do Serra. De novo!!

Neste sábado veio à tona a notícia de que Serra e sua esposa já fizeram um aborto. Seria algo, ao meu ver normal, se fosse pelo fato de que a sua esposa, D. Mônica Serra, tenha declarado que Dilma seria "assassina de criancinhas" por supostamente defender, segundo ela, o aborto.

E agora D. Mônica, o que a senhora e seu marido são?? 

Transponho aqui parte da matéria

"...O problema é que, se torna ainda mais inaceitável que, o mesmo José Serra, que com certeza apoiou e assegurou à companheira o direito a uma intervenção cirúrgica segura de interrupção de gravidez, agora esteja lutando para que outras mulheres, que se vêem compelidas a interromper suas gestações, não tenham a mesma sorte.


E quanto a Mônica Serra, só podemos lamentar sua atitude hipócrita ao dizer a eleitores que “Dilma quer a morte de criancinhas”. Ela, ainda mais mais que eu e muitas de vocês, viveu o drama na própria pele e deveria ter a consciência de que negar às mulheres o direito legal ao aborto é condená-las à morte.

Então, como a gente fica? mulheres pobres continuam abortando sozinhas ou nas mãos de curiosas somente porque as madames – que interrompem suas gestações em clínicas seguras – querem continuar vestindo o véu da hipocrisia e manipulando a opinião pública, incitando o ódio contra o PT, para ganhar essa e outras eleições.

Ninguém é “a favor do aborto”. Nem eu, nem Dilma, nem Mônica. Mas o caso desse aborto apoiado por Serra é só uma prova para os eleitores do tucano de que a interrupção da gravidez pode, sim, ser inevitável."

Leia a íntegra do texto no link abaixo:
No exílio, Mônica e José Serra decidiram fazer um aborto seguro. Por que só eles podem? * - Sindrome de Estocolmo - * Agora na Coreia do Sul

Leia abaixo a matéria publicada na Folha:

Monica Serra contou ter feito aborto, diz ex-aluna

Reportagem publicada na Folha de São Paulo desse sábado:
Por MÔNICA BERGAMO (Colunista da Folha)

O discurso do candidato à Presidência José Serra (PSDB) de que é contra o aborto por “valores cristãos”, que impedem a interrupção da gravidez em quaisquer circunstâncias, é questionado por ex-alunas de sua mulher, Monica Serra.

Num evento no Rio, há um mês, a psicóloga teria dito a um evangélico, segundo a Agência Estado, que a candidata Dilma Rousseff (PT), que já defendeu a descriminalização do aborto, é a favor de “matar criancinhas”.

Segundo relato feito à Folha por ex-alunas de Monica no curso de dança da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), a então professora lhes contou em uma aula, em 1992, que fez um aborto quando estava no exílio com o marido.

Depois do golpe militar no Brasil, Serra se mudou para o Chile, onde conheceu a mulher. Em 1973, com o golpe que levou Augusto Pinochet ao poder, o casal se mudou para os Estados Unidos.

OUTRO LADO

A Folha tentou falar com Monica Serra durante dois dias para comentar o relato das ex-alunas, sem sucesso.

Um dia depois do debate da TV Bandeirantes, no domingo, 10, a bailarina Sheila Canevacci Ribeiro, 37, postou uma mensagem em seu Facebook para “deixar a minha indignação pelo posicionamento escorregadio de José Serra” em relação ao tema.

Ela escreveu que Serra não respeitava “tantas mulheres, começando pela sua própria mulher. Sim, Monica Serra já fez um aborto”. A mensagem foi replicada em outras páginas do site e em blogs.
“Com todo respeito que devo a essa minha professora, gostaria de revelar publicamente que muitas de nossas aulas foram regadas a discussões sobre o seu aborto traumático”, escreveu Sheila no Facebook. “Devemos prender Monica Serra caso seu marido fosse [sic] eleito presidente?”
À Folha a bailarina diz que “confirma cem por cento” tudo o que escreveu. Sheila afirma que não é filiada a partido político. Diz ter votado em Plínio de Arruda Sampaio (PSOL) no primeiro turno. No segundo, estará no Líbano, onde participará de performance de arte.
Se estivesse no Brasil, optaria por Dilma Rousseff (PT). Sheila é filha da socióloga Majô Ribeiro, que foi aluna de mestrado na USP de Eva Blay, suplente de Fernando Henrique Cardoso no Senado em 1993. Majô foi pesquisadora do Núcleo de Estudos da Mulher e Relações Sociais de Gênero da USP, fundado pela primeira-dama Ruth Cardoso (1930-2008).
Militante feminista, Majô foi candidata derrotada a vereadora e a vice-prefeita em Osasco pelo PSDB.
A socióloga disse à Folha estar “preocupada” com a filha, mas afirma que a criou para “ser uma mulher livre” e que ela “agiu como cidadã”.
Sheila é casada com o antropólogo italiano Massimo Canevacci, que foi professor de antropologia cultural na Universidade La Sapienza, em Roma, e hoje dirige pesquisas no Brasil.
A Folha localizou uma colega de classe de Sheila pelo Facebook. Professora de dança em Brasília, ela concordou em falar sob a condição de anonimato.
Contou que, nas aulas, as alunas se sentavam em círculos, criando uma situação de intimidade. Enquanto fazia gestos de dança, Monica explicava como marcas e traumas da vida alteram movimentos do corpo e se refletem na vida cotidiana.
Segundo a ex-estudante, as pessoas compartilhavam suas histórias, algo comum em uma aula de psicologia.
Nesse contexto, afirmou, Monica compartilhou sua história com o grupo de alunas. Disse ter feito o aborto por causa da ditadura.
Ainda de acordo com a ex-aluna, Monica disse que o futuro dela e do marido, José Serra, era muito incerto.
Quando engravidou, teria relatado Monica à então aluna, o casal se viu numa situação muito vulnerável.

“Ela não confessou. Ela contou”, diz Sheila Canevacci. “Não sou uma pessoa denunciando coisas. Mas [ela é] uma pessoa pública, que fala em público que é contra o aborto, é errado. Ela tem uma responsabilidade ética.”
Colaboraram LIGIA MESQUITA e MARCUS PRETO , de São Paulo

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Dois fatos importantes marcaram o fim desta semana na campanha de Ana: Grande comício de Lula e Dilma e adesão do ex governador Almir Gabriel

Na quinta, em Ananindeua, o comício de Ana e Dilma coma presença de Lula, reuniu mais de 50 mil pessoas que acreditam que o Brasil e o Pará vão continuar no rumo certo.

A alegria, o entusiasmo e a certeza de que a vitória virá, transformaram a noite numa grande festa, uma energia positiva pairava no ar, demostrando o verdadeiro espírito de que quando o povo quer, a vitória virá!!

     
Já nesta sexta, o ex governador Almir Gabriel declarou seu voto em favor da reeleição da governadora Ana Júlia.

Almir foi quem lançou Jatene na política, mas agora o acusa de preguiçoso e de não ter feito nada pelo estado. Certamente Almir sabe bem do que está falando.


O povo do Pará tem uma escolha, para o Pará continuar crescendo no rítmo do Brasil.


Empate é o cara... Dilma 13, 1ª presidenta do Brasil

G1 - Dilma tem 54% dos votos válidos, e Serra, 46%, aponta o Datafolha - notícias em Eleições 2010

O Datafolha divulgou na noite desta sexta-feira (15) sua segunda pesquisa presidencial no segundo turno das eleições deste ano. Segundo o instituto, a candidata do PT, Dilma Rousseff, tem 54% dos votos válidos (que excluem brancos, nulos e indecisos), e o candidato do PSDB, José Serra, 46%.


A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. Isso significa que Dilma pode ter de 52% a 56%, e Serra, de 44% a 48%.




Professores e pesquisadores lançam manifesto de apoio a reeleição da governadora Ana Júlia

Em manifesto, professores e pesquisadores de universidades do estado enumeram os avanços do governo de ana Júlia na área de ciência e tecnologia. Para ler basta clicar nas imagens.



quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Hoje é o "Dia da Virada" !!

Programa de TV Ana Júlia 06 (Noite) - 2o Turno - A força do povo vai ven...

A esperança vencerá o medo. De novo !!

“Se nos calarmos, até as pedras gritarão!”


Somos homens e mulheres, ministros, ministras, agentes de pastoral, teólogos/as, padres, pastores e pastoras, intelectuais e militantes sociais, membros de diferentes Igrejas cristãs, movidos/as pela fidelidade à verdade, vimos a público declarar:

1. Nestes dias, circulam pela internet, pela imprensa e dentro de algumas de nossas igrejas, manifestações de líderes cristãos que, em nome da fé, pedem ao povo que não vote em Dilma Rousseff sob o pretexto de que ela seria favorável ao aborto, ao casamento gay e a outras medidas tidas como “contrárias à moral”.

A própria candidata negou a veracidade destas afirmações e, ao contrário, se reuniu com lideranças das Igrejas em um diálogo positivo e aberto. Apesar disso, estes boatos e mentiras continuam sendo espalhados. Diante destas posturas autoritárias e mentirosas, disfarçadas sob o uso da boa moral e da fé, nos sentimos obrigados a atualizar a palavra de Jesus, afirmando, agora, diante de todo o Brasil: “se nos calarmos, até as pedras gritarão!” (Lc 19, 40).

2. Não aceitamos que se use da fé para condenar alguma candidatura. Por isso, fazemos esta declaração como cristãos, ligando nossa fé à vida concreta, a partir de uma análise social e política da realidade e não apenas por motivos religiosos ou doutrinais. Em nome do nosso compromisso com o povo brasileiro, declaramos publicamente o nosso voto em Dilma Rousseff e as razões que nos levam a tomar esta atitude:

3. Consideramos que, para o projeto de um Brasil justo e igualitário, a eleição de Dilma para presidente da República representará um passo maior do que a eventualidade de uma vitória do Serra, que, segundo nossa análise, nos levaria a recuar em várias conquistas populares e efetivos ganhos sócio-culturais e econômicos que se destacam na melhoria de vida da população brasileira.

4. Consideramos que o direito à Vida seja a mais profunda e bela das manifestações das pessoas que acreditam em Deus, pois somos à sua Imagem e Semelhança. Portanto, defender a vida é oferecer condições de saúde, educação, moradia, terra, trabalho, lazer, cultura e dignidade para todas as pessoas, particularmente as que mais precisam. Por isso, um governo justo oferece sua opção preferencial às pessoas empobrecidas, injustiçadas, perseguidas e caluniadas, conforme a proclamação de Jesus na montanha (Cf. Mt 5, 1- 12).

5. Acreditamos que o projeto divino para este mundo foi anunciado através das palavras e ações de Jesus Cristo. Este projeto não se esgota em nenhum regime de governo e não se reduz apenas a uma melhor organização social e política da sociedade. Entretanto, quando oramos “venha o teu reino”, cremos que ele virá, não apenas de forma espiritualista e restrito aos corações, mas, principalmente na transformação das estruturas sociais e políticas deste mundo.

6. Sabemos que as grandes transformações da sociedade se darão principalmente através das conquistas sociais, políticas e ecológicas, feitas pelo povo organizado e não apenas pelo beneplácito de um governante mais aberto/a ou mais sensível ao povo. Temos críticas a alguns aspectos e algumas políticas do governo atual que Dilma promete continuar. Motivo do voto alternativo de muitos companheiros e companheiras Entretanto, por experiência, constatamos: não é a mesma coisa ter no governo uma pessoa que respeite os movimentos populares e dialogue com os segmentos mais pobres da sociedade, ou ter alguém que, diante de uma manifestação popular, mande a polícia reprimir. Neste sentido, tanto no governo federal, como nos estados, as gestões tucanas têm se caracterizado sempre pela arrogância do seu apego às políticas neoliberais e pela insensibilidade para com as grandes questões sociais do povo mais empobrecido.

7. Sabemos de pessoas que se dizem religiosas, e que cometem atrocidades contra crianças, por isso, ter um candidato religioso não é necessariamente parâmetro para se ter um governante justo, por isso, não nos interessa se tal candidato/a é religioso ou não. Como Jesus, cremos que o importante não é tanto dizer “Senhor, Senhor”, mas realizar a vontade de Deus, ou seja, o projeto divino. Esperamos que Dilma continue a feliz política externa do presidente Lula, principalmente no projeto da nossa fundamental integração com os países irmãos da América Latina e na solidariedade aos países africanos, com os quais o Brasil tem uma grande dívida moral e uma longa história em comum. A integração com os movimentos populares emergentes em vários países do continente nos levará a caminharmos para novos e decisivos passos de justiça, igualdade social e cuidado com a natureza, em todas as suas dimensões. Entendemos que um país com sustentabilidade e desenvolvimento humano – como Marina Silva defende – só pode ser construído resgatando já a enorme dívida social com o seu povo mais empobrecido. No momento atual, Dilma Rousseff representa este projeto que, mesmo com obstáculos, foi iniciado nos oito anos de mandato do presidente Lula. É isto que está em jogo neste segundo turno das eleições de 2010.

Com esta esperança e a decisão de lutarmos por isso, nos subscrevemos:

Dom Thomas Balduino, bispo emérito de Goiás velho, e presidente honorário da CPT nacional.
Dom Pedro Casaldáliga, bispo emérito da Prelazia de São Feliz do Araguaia-MT.
Dom Demetrio Valentini, bispo de Jales-SP e presidente da Cáritas nacional.
Dom Luiz Eccel - Bispo de Caçador-SC
Dom Antonio Possamai, bispo emérito da Rondônia.
Dom Sebastião Lima Duarte, bispo de Viana- Maranhão.
Dom Xavier Gilles, bispo emérito de Vina- Maranhão.
Padre Paulo Gabriel, agente de pastoral da Prelazia de São Feliz do Araguaia /MT
Jether Ramalho, Rio de Janeiro.
Marcelo Barros, monge beneditino, teólogo
Professor Candido Mendes, cientista político e reitor
Luiz Alberto Gómez de Souza, cientista político, professor
Zé Vicente, cantador popular. Ceará
Chico césar. Cantador popular. Paraíba/são paulo
Revdo Roberto Zwetch, igreja IELCB e professor de teologia em São Leopoldo.
Pastora Nancy Cardoso, metodista, Vassouras / RJ
Antonio Marcos Santos, Igreja Evangélica Assembléia de Deus - Juazeiro - Bahia
Maria Victoria Benevides, professora, da USP
Monge Joshin, Comunidade Zen Budista do Brasil, São Paulo
Antonio Cecchin, irmão marista, Porto Alegre.
Ivone Gebara, religiosa católica, teóloga e assessora de movimentos populares.
Fr. Luiz Carlos Susin – Secretário Geral do Fórum Mundial de Teologia e Libertação
Frei Betto, escritor, dominicano.
Luiza E. Tomita – Sec. Executiva EATWOT(Ecumenical Association of Third World Theologians)
Ir. Irio Luiz Conti, MSF. Presidente da Fian Internacional
Pe. João Pedro Baresi, pres. da Comissão Justiça e Paz da CRB (Conferência dos religiosos do Brasil) SP
Frei José Fernandes Alves, OP. – Coord. da Comissão Dominicana de Justiça e Paz
Pe. Oscar Beozzo, diocese de Lins.
Pe. Inácio Neutzling – jesuíta, diretor do Instituto Humanitas Unisinos
Pe. Ivo Pedro Oro, diocese de Chapecó / SC
Pe. Igor Damo, diocese de Chapecó-SC.
Irmã Pompeia Bernasconi, cônegas de Santo Agostinho
Cibele Maria Lima Rodrigues, Pesquisadora.
Pe. John Caruana, Rondônia.
Pe. Julio Gotardo, São Paulo.
Toninho Kalunga, São Paulo,
Washingtonn Luiz Viana da Cruz, Campo Largo, PR e membro do EPJ (Evangélicos Pela Justiça)
Ricardo Matense, Igreja Assembléia de Deus, Mata de São João/Bahia
Silvania Costa
Mercedez Lopes, -André Marmilicz - Raimundo Cesar Barreto Jr, Pastor Batista, Doutor em ética social - Pe. Arnildo Fritzen, Carazinho. RS. Darciolei Volpato, RS
Frei Ildo Perondi - Londrina PR
Ir. Inês Weber, irmãs de Notre Dame. continua
Pe. Domingos Luiz Costa Curta, Coord. Dioc de Pastoral da Diocese de Chapecó/SC.
Pe. Luis Sartorel,
Itacir Gasparin
Célio Piovesan, Canoas.RS
Toninho Evangelista - Hortolândia/SP
Geter Borges de Sousa, Evangélicos Pela Justiça (EPJ), Brasília.
Caio César Sousa Marçal - Missionário da Igreja de Cristo - Frecheirinha/CE
Rodinei Balbinot, Rede Santa Paulina
Pe. Cleto João Stulp, diocese de Chapecó.
Odja Barros Santos - Pastora batista
Ricardo Aléssio, cristão de tradição presbiteriana, professor universitário.
Maria Luíza Aléssio, professora universitária, ex-secretária de educação do Recife
Rosa Maria Gomes
Roberto Cartaxo Machado Rios
Rute Maria Monteiro Machado Rios
Antonio Souto, Caucaia, CE
Olidio Mangolim – PR
Joselita Alves Sampaio – PR
Kleber Jorge e silva, teologia – Passo Fundo - RS
Terezinha Albuquerque
PR. Marco Aurélio Alves Vicente - EPJ - Evangélicos pela Justiça, pastor-auxiliar da Igreja Catedral da Família/Goiânia-GO
Padre Ferraro, Campinas.
Ir, Carmem Vedovatto
Ir. Letícia Pontini, discípulas, Manaus.
Padre Manoel, PR
Magali Nascimento Cunha, metodista
Stela Maris da Silva
Ir. Neusa Luiz, abelardo luz- SC
Lucia Ribeiro, socióloga
Marcelo Timotheo da Costa, historiador
Maria Helena Silva Timotheo da Costa
Ianete Sampaio
Ney Paiva Chavez, professora educação visual, Rio de janeiro
Antonio Carlos Fester
Ana Lucia Alves, Brasília
Ivo Forotti, Cebs – Canoas - RS
Agnaldo da Silva Vieira - Pastor Batista. Igreja Batista da Esperança - Rio de Janeiro
Irmã Claudia Paixão, Rio de Janeiro
Marlene Ossami de Moura, antropóloga / Goiânia.
Ir. Maria Celina Correia Leite, Recife
Pedro Henriques de Moraes Melo - UFC/ACEG
Fernanda Seibel, Caxias do Sul.
Benedito Cunha, pesquisador popular, membro do Centro Mandacaru - Fortaleza
Pe. Lino Allegri - Pastoral do Povo da Rua de Fortaleza, CE.
Juciano de Sousa Lacerda, Prof. Doutor de Comunicação Social da UFRN
Pasqualino Toscan - Guaraciaba SC
Francisco das Chagas de Morais, Natal - RN.
Elida Araújo
Maria do Socorro Furtado Veloso - Natal, RN
Maria Letícia Ligneul Cotrim, educadora
Maria das Graças Pinto Coelho/ professora universitária/UFRN
Ismael de Souza Maciel membro do CEBI - Centro de Estudos Bíbicos Recife
Xavier Uytdenbroek, prof. aposentado da UFPE e membro da coordenação pastoral da UNICAP
Maria Mércia do Egito Souza agente da Pastoral da Saúde Arquidiocese de Olinda e Recife
Leonardo Fernando de Barros Autran Gonçalves Advogado e Analista do INSS
Karla Juliana Souza Uytdenbroek Bacharel em Direito
Targelia de Souza Albuquerque
Maria Lúcia F de Barbosa, Professora UFPE
Débora Costa-Maciel, Profª. UPE
Maria Theresia Seewer
Ida Vicenzia Dias Maciel
Marcelo Tibaes
Sergio Bernardoni, diretor da CARAVIDEO- Goiânia - Goiás
Claudio de Oliveira Ribeiro. Sou pastor da Igreja Metodista em Santo André, SP.
Pe. Paulo Sérgio Vaillant - Presbítero da Arquidiocese de Vitória – ES
Roberto Fernandes de Souza. RG 08539697-6 IFP RJ - Secretario do CEBI RJ
Sílvia Pompéia.
Pe. Maro Passerini - coordenador Past. Carcerária - CE
Dora Seibel – Pedagoga, caxias do sul.
Mosara Barbosa de Melo
Maria de Fátima Pimentel Lins
Prof. Renato Thiel, UCB-DF
Alexandre Brasil Fonseca , Sociólogo, prof. da UFRJ, Ig. Presbiteriana e coordenador da Rede FALE)
Daniela Sanches Frozi, (Nutricionista, profa. da UERJ, Ig. Presbiteriana, conselheira do CONSEA Nacional e vice-presidente da ABUB)
Marcelo Ayres Camurça – Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Religião – Universidade Federal de Juiz de Fora
Revd. Cônego Francisco de Assis da Silva,Secretário Geral da IEAB e membro da Coordenação do Fórum Ecumênico Brasil
Irene Maria G.F. da Silva Telles
Manfredo Araújo de Oliveira
Agnaldo da Silva Vieira - Pedagogo e Pastor Auxiliar da Igreja Batista da Esperança-Centro do Rio de Janeiro
Pr. Marcos Dornel - Pastor Evangélico - Igreja Batista Nova Curuçá - SP
Adriano Carvalho.
Pe. Sérgio Campos, Fundação Redentorista de Comunicações Sociais – Paranaguá/Pr.
Eduardo Dutra Machado, pastor presbiteriano
Maria Gabriela Curubeto Godoy - médica psiquiatra - RS
Genoveva Prima de Freitas- Professora – Goiânia
M. Candida R. Diaz Bordenave
Ismael de Souza Maciel membro do CEBI - Centro de Estudos Bíbicos Recife
Xavier Uytdenbroek prof. aposentado da UFPE e membro da coordenação pastoral da UNICAP
Maria Mércia do Egito Souza agente da Pastoral da Saúde Arquidiocese de Olinda e Recife
Leonardo Fernando de Barros Autran Gonçalves Advogado e Analista do INSS
Karla Juliana Souza Uytdenbroek Bacharel em Direito
Targelia de Souza Albuquerque
Maria Lúcia F de Barbosa (Professora - UFPE)
Paulo Teixeira, parlamentar, são paulo.
Alessandro Molon, parlamentar, Rio de janeiro.
Adjair Alves (Professor - UPE)
Luziano Pereira Mendes de Lima - UNEAL
Cláudia Maria Afonso de Castro-psicóloga- trabalhadora da Saúde-SMS Suzano-SP
Fátima Tavares, Coordenadora do Programa de Pos-Graduação em Antropologia FFCH/UFBA
Carlos Caroso, Professor Associado do Departamento de Antropologia e Etrnologia da UFBA.
Isabel Tooda
Joanildo Burity (Anglicano, cientista político, pesquisador da Fundação Joaquim Nabuco,
Prof. Dr. Paulo Fernando Carneiro de Andrade, Doutor em Teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, Professor de Teologia PUC- Rio
Aristóteles Rodrigues - Psicólogo, Mestre em Ciência da Religião
Zwinglio Mota Dias - Professor Associado III – Universidade Federal de Juiz de Fora
Antonio Francisco Braga dos Santos- IFCE
Paulo Couto Teixeira, Mestrando em Teologia na EST/IECLB
Rev. Luis Omar Dominguez Espinoza
Anivaldo Padilha - Metodista, KOINONIA, líder ecumênico
Nercina Gonçalves
Hélio Rios, pastor presbiteriano
João José Silva Bordalo Coelho, Professor- RJ
Lucilia Ramalho. Rio de janeiro.
Maria tereza Sartorio, educadora, ES
Maria jose Sartorio, saúde, ES
Nilda Lucia sartorio, secretaria de ação social, Espírito santo
Ângela maria fernandes -Curitiba paraná
Lúcia Adélia Fernandes
Jeanne Nascimento - Advogada em São Paulo/SP
Frei José Alamiro, franciscano, São Paulo, SP
Ruth Alexandre de Paulo Mantoan

A FARSA DE JOSÉ SERRA - PSDB

Serra pede para que não votem nele caso ele não cumpra sua promessa de não renunciar a prefeitura de São Paulo para se lançar condidato a outro cargo antes do final de quatro anos.

Não cumpriu. E agora?

Serra informou curriculo falso no Senado

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Caiu a máscara da Kátia Furtado !!

Quando Jatene governou o Pará, o juros dos empréstimos consignados feito pelo BANPARÁ aos servidores públicos eram de quase 6% a.m., os mais caros dentre toda rede bancária, uma verdadeira extorção. Mas tem gente no BANPARÁ que quer Jatene de volta, e o pior, fala em nome da entidade que representa os bancários da instituição, pelo menos é o que se vê no site do candidato tucano, que anuncia o apoio da Sra. Kátia Furtado, que preside a associação.

Kátia Furtado, para quem não se lembra, foi a mesma que disputou a presidência do sindicato dos bancários se dizendo apartidária. Só o PSOL acreditou nela !!

Tá tudo dito lá blog da Florenzano !!

MANIFESTO DE ARTISTAS E INTELECTUAIS PRO DILMA

Nós, que no primeiro turno votamos em distintos candidatos e em diferentes partidos, nos unimos para apoiar Dilma Rousseff. Fazemos isso por sentir que é nosso dever somar forças para garantir os avanços alcançados. Para prosseguirmos juntos na construção de um país capaz de um crescimen to econômico que signifique desenvolvimento para todos, que preserve os bens e serviços da natureza, um país socialmente justo, que continue acelerando a inclusão social, que consolide, soberano, sua nova posição no cenário internacional.

Um país que priorize a educação, a cultura, a sustentabilidade, a erradicação da miséria e da desiguladade social. Um país que preserve sua dignidade reconquistada.

Entendemos que essas são condições essenciais para que seja possível atender às necessidades básicas do povo, fortalecer a cidadania, assegurar a cada brasileiro seus direitos fundamentais.

Entendemos que é essencial seguir reconstruindo o Estado, para garantir o desenvolvimento sustentável, com justiça social e projeção de uma política externa soberana e solidária.

Entendemos que, muito mais que uma candidatura, o que está em jogo é o que foi conquistado.

Por tudo isso, declaramos, em conjunto, o apoio a Dilma Rousseff. É hora de unir nossas forças no segundo turno para garantir as conquistas e continuarmos na direção de uma sociedade justa, solidária e soberana.

Leonardo Boff
Chico Buarque
Fernando Morais
Emir Sader
Eric Nepumuceno

Contra o ódio, a indignação e as urnas. VOTE 13 !!


No Brasil e no Pará, duas mulheres estão sendo vítimas do ódio da direita raivosa que sempre comandou esse país através da união entre partidos políticos e a imprensa golpista.


No Brasil, a candidata a presidente Dilma tem sido alvo de toda espécie de difamação e calúnia. Numa ação articulada entre a campanha política, factóides midiáticos e manipulação de pesquisas eleitorais. Dilma tem enfrentado a forma mais sórdida de campanha eleitoral, tão baixa que até parece aquela enfrentada por Lula em 1989.

É difícil acreditar que depois de mais de 20 anos de proclamação da constituição democrática em nosso país, assistimos hoje uma campanha contra a Dilma que a coloca como “assassina de criancinhas”, comunista, guerrilheira, farsante e por aí vai.

Já aqui no Pará, com a governadora Ana Júlia, não tem sido muito diferente, a oposição usa da difamação à sua condição de mulher, para, em seguida, atentar contra a sua condição de gestora. Ou seja, a tukanalha investiu pesado na construção de uma imagem da governadora Ana Júlia como uma mulher sem valores, uma “galinha”, que se embriaga e não tem compostura pública. Mentiras repetidas, tudo dentro da velha tática, de repetir mentiras para que elas possam parecer verdades.

Uma vez que a imagem pessoal da governadora tenha sido aranhada como mulher, fica “fácil” desqualificá-la como gestora. Daí vem uma campanha induzindo ao povo de que nada tenha sido feito, que o estado foi mal administrado e que está em crise “moral”, a tal falta de autoridade. Em seguida, difundem os “seus valores” como se universais fossem.

Aqui cabe destacar que o feito de uma gestão é um juízo de valor atribuído pela sociedade, logo, a sua avaliação dependerá desse conjunto de valores. Entretanto, quais quer que sejam esses valores, não podem, de forma alguma, desconhecer a realização de mais de 9.000 realizações de governo, distribuídas entre obras, reformas e ações de políticas públicas.

Portanto, não podemos permitir que campanhas pautadas no ódio se sagrem vitoriosas, sob pena de vermos triunfar das urnas, o atraso, o preconceito, o oportunismo, entre tantos outros feitos odiosos.

Por isso, dia 31, a resposta será dada nas urnas e a justiça do povo vai conduzir essas duas mulheres trabalhadoras à vitória, na presidência da república e ao governo do Pará.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Oscar Niemeyer vota em Dilma

Qual será o legado de Marina Silva: O avanço com Dilma ou o atraso e a intolerância com Serra?

Marina e Dilma compreendem a importância dos movimentos sociais organizados. 
Nesta eleição a "direita" golpista está tentando de tudo para acabar com os avanços do povo e retornar à época em que só os ricos tinham acesso ao estado.

É por isso que não dá para entender o recuo que a companheira Marina está dando nesse momento. Ápós militar por 30 anos no PT, um partido de esquerda, Marina está se calando ante aos ataques golpistas que a campanha de Serra vem promovendo contra a camapnha do PT.

Serra e sua quase vice, Kátia Abreu, representante dos latifundiários e dos destruidores da Amazônia.
 Serra se atrelou ao que há de mais retrógado na política, fez uma aliança que remonta épocas de tristes lembranças para a sociedade brasileira e colocou na pauta da eleição temas que nem mesmo o seu partido defende, se propondo a representar as forças do atraso e da intolerância.

Qual será o legado de Marina Silva ??

Programa de TV - Noite - 12/10

Programa de TV Ana Júlia 04 (Noite) - 2o Turno - A força do povo vai ven...

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Reciclagem ! O técnico Luxemburgo, do Flamengo, tá mesmo um passo a frente!!

O técnico do Flamengo, Vanderlei Luxemburgo, que saiu do Atlético Mineiro dizendo que iria fazer uma reciclagem, foi mal interpletado pela mídia, que pensou tratar-se de uma reciclagem técnica, quando na verdade tratava-se de uma reciclagem profissional de uma forma mais geral.

Na noite desta segunda feira, no programa Bem Amigos, do SporTV, com a presença do Luxemburgo, ele explicou que quando falou em reciclagem, se referia ao fato de que no futebol de hoje, o comando técnico é divido com o comando financeiro dos empresários, ou seja, hoje não é mais só as orientações técnicas internas que valem, os jogadores consultam seus empresários para saber se fazem ou não o que o técnico pede, sem falar na pressão pela escalação visando a valorização do passe.

Ou seja, na prática, Luxemburgo antecipou o principal problema do futebol brasileiro na atualidade, não existe mais amor à camisa e sim ao bolso, não do jogador, mas do empresário.

Tá certo Luxa, de novo sai na frente, o técnico de futebol é o mais cobrado pelos resultados, embora a estrutura dos clubes esteja corrompida pelos tais empresários e/ou fundos de investimentos, por isso é preciso mesmo saber como conduzir um elenco que tem outro foco, como criar comprometimento num atleta que escuta mais o seu empresário do que o técnico?

Luxa tá um passo à frente !!

O engodo amarelo !!

O mote da campanha do “amarelo” diz o que Pará precisa voltar a crescer. O que o ele não diz é como.

Desde o início da campanha os amarelos criticam mais não dizem como, ou o que fariam, para mudar os rumos da economia paraense. Não dizem por que não tem projetos concretos para o estado.

Com Jatene, o Pará perdeu a siderúrgica da Vale para o Maranhão, a Petrobras deixou o estado e as empresas que ele anunciava , no mundo da propaganda, jamais vieram pra cá. A Alça viária e a PA 150 estavam completamente destruídas, o Ação Metrópole, maior intervenção viária da região metropolitana, era somente uma maquete eletrônica usada pelos tucanos há cada eleição e o crescimento econômico do estado era pautado pelo crescimento da exportação de produtos primários, como minério, madeira e boi em pé.

Será que é esse o crescimento que o Pará quer e precisa? Jatene, até agora não disse como vai fazer para, segundo ele, o Pará voltar a crescer.

Será que a governadora Ana Júlia está errada quando atrai para o estado o pólo siderúrgico, que além da Vale também já atraiu várias outras empresas do segmento? Será que o pólo de biodiesel, o maior do mundo, não é importante e não vai contribuir para a mudança da base produtiva do estado? Será que a transformação da região metropolitana pelo projeto Ação Metrópole não é importante para o desenvolvimento da cidade?

O povo do Pará certamente vai nos dar a resposta e reeleger a governadora Ana Júlia que, junto com Dilma, vão fazer o estado continuar no rumo certo !!

COM A FORÇA DO POVO. ATÉ A VITÓRIA !!

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Só a Marina não sabia disso !!

O "grande gestor" Serra não negocia cargos não é?  

PV reage e ensaia rebelião contra Marina Silva

08/10/2010 - 08h04

BERNARDO MELLO FRANCO
DE SÃO PAULO

As críticas de Marina Silva ao suposto apetite do PV por cargos, reveladas ontem pela Folha, provocaram uma rebelião no comando do partido. Próxima ao PSDB, a cúpula verde ameaça boicotar a convenção marcada para o dia 17 e anunciar apoio a José Serra na semana que vem, à revelia da ex-presidenciável.

Marina foi duramente atacada em reunião organizada às pressas pelo presidente da sigla, José Luiz Penna, em Brasília. Participaram cerca de 20 pessoas, algumas com cargos no governo paulista e na Prefeitura de São Paulo, administrada pelo DEM. A senadora não foi chamada.

No encontro fechado, o grupo de Penna acusou a candidata derrotada à Presidência de desrespeitar a cúpula do partido, ao qual se filiou em agosto de 2009.

"Todos ficaram indignados". disse Marcos Belizário, secretário municipal da Pessoa com Deficiência em São Paulo. "Estou espantado. Acho um absurdo a pessoa comentar isso de seus dirigentes, seus colegas, das pessoas que se dedicaram à campanha dela."

OFENSA

Segundo Belizário, aliado do prefeito Gilberto Kassab (DEM), Marina teria demonstrado desprezo pela direção partidária. "Do meu ponto de vista, foi uma grosseria dela. Eu me senti ofendido", disse.

Os dirigentes traçaram uma estratégia para demonstrar poder e minar os planos da senadora, que tem indicado que pretende se declarar neutra no segundo turno.

Penna convocou uma reunião da Executiva Nacional do partido na próxima quarta-feira, em Brasília. O encontro pode precipitar a decisão da legenda, que havia sido adiada para o dia 17, a pedido da candidata derrotada.

Na Executiva, em que Marina tem apenas 10 de 60 votos, a tendência é pela aprovação do apoio a Serra, mesmo que os filiados sejam liberados para tomar outras posições em caráter pessoal.

Para reduzir a desvantagem numérica, a senadora havia convencido a cúpula partidária a transferir a decisão sobre o segundo turno a um colegiado mais amplo, com a participação de ambientalistas, religiosos e militantes do Movimento Marina Silva, incluindo delegados sem filiação ao PV.

Ontem, a Folha revelou que, em reunião fechada com aliados, Marina criticou o apetite de dirigentes do partido por cargos. Ela ironizou a notícia de que o PSDB ofereceria quatro ministérios em troca do apoio a Serra.

"Quatro ministérios pro PV... Caramba! Do jeito que tem gente aí, basta pensar num conselho de estatal, já estaria muito bom. Certo? Tem esse tipo de mentalidade", disse a senadora.

Marina pretende divulgar hoje uma versão resumida de seu plano de governo, a ser entregue aos candidatos Serra e Dilma Rousseff (PT).
A senadora dá sinais de que pretende influenciar o debate eleitoral e arrancar compromissos dos dois presidenciáveis sem se comprometer com apoio a um deles.
Se a ideia for levada à frente, Marina dirá que deu sua contribuição ao país e que quem votou nela no primeiro turno agora pode julgar livremente as promessas de Dilma e Serra para fazer sua escolha. Na visão de aliados, a senadora poderia dividir seu eleitorado e perder o discurso de terceira via ao declarar apoio a PT ou PSDB.
Ontem, Marina cancelou reunião com a direção do PV e não fez aparições públicas.
A assessoria de Penna disse que ele não foi localizado.

A volta dos que não foram !!

Em política, algumas coisas são certas: existe pedigree; existe traição; existe preço e existe teimosia e inexperiência e todos esses elementos estão envolvidos nesse momento político no estado.


A composição da frente Acelera Pará, com 14 partidos, incluindo o PT, é um exemplo concreto desse fato. Composta na sua maioria por partidos fisiológicos, com orientação política ligada à Direita e com interesses pessoais que se sobrepõe aos interesses coletivos, não era de se esperar outra coisa se não esse comportamento de negociação intensa e freqüentes desembarques de “Nau”.

É muito comum nesses partidos pessoas descompromissadas com a obediência partidária não seguirem a orientação, pois sabem que nada será feito contra eles, não sofrerão nenhuma penalidade.

Esses políticos oportunistas trabalham com o tempo, no exercício do mandato optam por estarem na base aliada do governo e com isso usufruem das benesses do estado; no fechamento das alianças eleitorais, vendem seus apoios ao partido do governo, mas pouco se empenham na campanha; e por último, após eleitos, no momento decisivo, aí sim, optam por quem, de fato, os representa ideologicamente, uma vez que, novamente no exercício do mandato, voltam a se vender a quem estiver no poder.

Por isso, nesse momento, as adesões a campanha de Jatene não é surpresa para ninguém e essas anunciadas hoje não serão as últimas, tenham certeza.

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Mudança de rumos, ou seria correção !!

Na campanha de Ana, sai André, chega Marcílio e mais uma tropa de deputados eleitos, inclusive Puty.

Marcílio chega para assumir a coordenação geral da campanha, com ele chega também a harmonização das ações, que estava divida em dois núcleos de campanha.

Puty chega para assumir a campanha na região metropolitana de Belém, tráz consigo a maior votação petista na capital do estado e ainda sua votação nos 144 municípios paraense.

Já André, como consolo, teria sido deslocado para a tarefa de aglutinar o apoio dos prefeitos. O que aliáis é preocupante já que o Secretário André era o responsável pela articulação do governo com os prefeitos e, como é discurso recorrente no meio político, segundo dizem, não teria conseguido cumprir os acordos estabelecidos com o governo. Se isso for verdade, que fato novo qualifica o companheiro André para que ele possa agora fazer o que não fez antes em três anos e meio?